A Constelação de Orion é Verão brilhando no firmamento

A Constelação de Orion é Verão brilhando no firmamento

Valdemar Augusto Angerami

Para

Doutorinha do sorriso lambuzado de chocolate…

e de bolo de cenoura…

Antaris surge fulgurante…

E a Constelação de Pégaso se move para o leste…

Surge o teu jeitinho, faceiro, encantador…

Olhos que brilham e trazem luz à própria vida…

E ao sul surge a Constelação de Orion…

A Arturus te traz junto com o Verão…

E tudo se transforma…

Verão e sua florada exuberante…

Do amarelo ouro da Cássia Imperial..

Do rosa estonteante do Ipê Rosa…

Do verde que se mistura às folhagens do Pau-Ferro…

Verão do Sol escaldante sobre o peito…

Da vida que se transforma em sonhos e ilusões…

De como a Constelação de Orion ao brilhar

no firmamento traz e leveza de uma noite quente de Verão…

De como tudo é azul no farfalhar da própria vida…

E de como saber de você é saber que o Verão é

transformação em luz e amor…

Borboletas azuis que encantam com seus voos nossos dias…

Cigarras em seus cantos de alegria anunciando o tempo do ócio…

Tempo em que a vida pede pausa das turbulências, da miséria,

das desigualdades sociais… Tempo de um tempo em que o Sol

traz a esperança de novo amor, nova cor, nova luz…

De como ver a Constelação de Orion nos céus no hemisfério norte

é saber que o anúncio do Verão é a tua forma estelar…

Aqui teu fascínio nos moldura de dezembro a março…

E no hemisfério norte de junho a setembro…

E de como seguimos a Orion para seguir o Verão…

E da vida que transpassa nessa passagem com o teu sorrir,

com o teu deslumbre com a própria vida…

Das flores vermelhas dos flamboyants…

Da delicadeza das flores do Guatambu…

E de como a vida que se renova no Verão pede amor…

Amor de uma noite quente de Verão…

Amor paixão, amor escaldante… amor amor, la amour…

E de como viver o Verão é saber da vida em esplendor…

Te tomar pela mão e arrastar os pés pelas areias da praia…

Em João Pessoa, em Santos, Lucena, e em Saint Marie de La Mer…

De como a florada de Verão anuncia o próprio esplendor da renovação…

E de que a vida vale por mais um Verão em nossas vidas…

Serra da Cantareira, numa manhã azul de Verão…